• http://axelcarioca.blogspot.com/ Axel carioca

    Apesar de bebado, concordo em genero, numero e grau…

    Mas como sempre penso na teoria da conspiração….rs Acho q isso pode ter algo haver com a liberdade de expressão que os jornalistas têm… e com o jornalismo sem profissionalismo, como forma de lazer e hobbie, tal qual o nosso em blog….. cara, tô bebado !

    Fui !

  • Arelli Matos

    A questão aí não é só telento…. em qualquer aérea quem tiver o diploma mas não for bom no que faz, se estrepa, independente de qualquer coisa. Realmente no quesito contratação não vai mudar muita coisa, mas o salário será desvalorizado, toda uma categoria será desvalorizada.

    E pra ser jornalista não é apenas talento, gostar de escrever e bláblá, é técnica, é estudo sociológico, estudo da ciÊncia da comunicação…que a galera que realmente gosta passa um tempão estudando, quebrando a cabeça e trabalhando muito para manter seu estudos, como a maioria dos universitários.

    De forma nenhuma a obrigatoriedade de diploma poda a liberdade de expressão da massa. Realmente, qualquer pessoa pode ter um blog, fotolog, postar videos na net e várias outras coisas pra informar ou simplesmente se expressar.

    Mas Jornalista é especialista da comunicação, assim como qualquer pessoa formada em outra profissão. Se o critério é realmente esse, de que o diploma fere o direito de liberdade, eu penso que tenho o direito de advogar, ser juíz ou fazer cirúrgias por aí, por que tenho talento, oras.

    Vocês realmente pensam que William Bonner é O William Bonner por puro talento?
    Que comunicólogos, sociólogos, antropólogos, filósofos estudam muitooo mas muittoo pra poder estudar o processo de comunicação de massa por poder ser feito por quem pensa ter apenas telento, de tão simples que é?
    Piada…

  • http://tpmulheres.net Ju

    é… há alguns anos, não existia nem esse estudo. Milhares de bons jornalistas jamais sequer entraram em uma faculdade.
    Não acho que a faculdade tenha que se extinguir. Acho que deve continuar para o aperfeiçoamento do supracitado talento.
    As leis trabalhistas naõ foram afetadas com a decisão do STF, o salário naõ vai dimiuir. Isso não existe, fera!
    E eu continuo achando que a galera jornalista está fazendo uma tempestade em um copo d’água.

    Mensagenzinha dizendo “o jornalismo está de luto” “Dia 17/06/09, dia da morte do jornalismo”. Ah, pelo amor de Deus. Parece aquelas solteironas que não tem mais com o quese preocupar.
    Parece que extinguiram a profissão. E não é bem por aí.

    O Jornalismo brasileiro vem sendo banalisado a cada dia! Tem se tornado cada vez mais sensacionalista, a qualidade já está caindo, independente de decisão do STF, e todos nós sabemos disso.

    Então, eu acho bacana, ao invés de “tomar dores” e ficar reclamando, é ter pró-atividade e correr atrás pra melhorar esse jornalismo que tem caído muito de nível, e quem sabe assim conseguir reverter a situação.

    Só chorar não adianta NADA.

  • http://www.docesoutravessuras.com.br Jackeline Aguiar

    “Isso vai servir pra mostrar por aí, que talento não vem junto com o canudo, não é um “plus” do diploma.”

    Agora imagina vc sendo operada por um médico que não tem diploma, só talento?? Jornalismo é profissão como qualquer outra, canudo não traz talento como bônus, mas ainda sim deve ser necessário…
    Vai ver que é justamente por isso que a profissão anda cada vez mais desvalorizada, as pessoas de um modo geral acham que ser jornalista trata-se apenas de abrir a boca e falar um monte de asneira alegando ser especialista nisso ou naquilo, se parar para pensar inclusive, vai ver que milhares desses boçais que a gente cita para dizer que o jornalismo ta meia boca, nem são formados de fato em jornalismo.
    Além disso devemos considerar que não é apenas a profissão que decai, é o Brasil, é o povo em geral. Merda vende, porque as pessoas querem ler e saber sobre merda, então assim como em qualquer outra profissão, existem aqueles que somente se preocupam com grana no bolso. Gente estúpida existem aos montes por ai, profissionais sem talento também, mas nem por isso devemos sair por ai acabando com o diploma universitário cada vez que um médico é acusado de pedofilia, cada vez que um advogado é preso por fraude, cada vez que cirurgiões que se dizem entendidos matam após lipos mal sucessedidas, ou cada vez que uma empresa é processada porque seu profissional de marketing não pensou antes de atacar o concorrente tão diretamente….
    Reverter a situação sim claro, chorar e fazer alguma coisa, todos devemos, mas essa decisão não torna isso melhor, não vejo por onde isso possa elevar o nível dos profissionais. Pode sim, desmotivar aquele que tem talento de verdade e que acaba sim perdendo espaço pra quem acha quem algo interessante a dizer, porque sendo merda ou não, a questão aqui é que sempre vai ter alguém pra ouvir…

  • Daniel

    Basta ser inteligente e ter o português refinado, nada de jargões, frases feitas, pleonasmos, substituição do pronome nós por “a gente”, conjugação verbal inadequada do pronome “tu” usando o verbo na terceira pessoa, não usar o advérbio de intensidade MAIS no lugar do advérbio adversativo MAS e por aí vai.