• karine

    adorei!

    confesso que não sou fã de flores, mas chocolates sempre são bem vindos hahaha

    e detesto futebol, mas realmente ticket não é presente adequado, afinal não tem sentimento nenhum…

    poréeem gosto é gosto, cada um no seu quadrado, acho que disso que se trata a igualdade, cada um ter o direito de gostar e fazer oq quiser.

    beijos

  • http://finatto.info Vitor Finatto

    Acho que esse assunto tb é válido http://www.tramadopormulheres.com.br/index.php/2010/07/01/cavalheirismo-moderno/ *pra relembrar 2 haha

  • http://twitter.com/Thahelene Thais Helene

    Viu porque eu te amo? XD
    Concordo 100%.
    Gosto de futebol, assisto, brigo pelo meu time, adoraria ganhar ingressos pra ver uma partida, mas realmente acho que isso não vem a calhar como presente pra uma data especial. E não adianta falar que é cafonisse!! Dia dos namorados… Acho que o nome já diz né? E como você vai curtir mais seu namorado? Num jantarzinho a dois, recebendo flores, ou no meio de milhares de pessoas suadas gritando loucamente e te empurrando?? Isso é só um exemplo sobre oq EU PENSO (melhor avisar né, porque tudo acham que a gente te generalizando e vira polêmica)
    Por essas e outras que me denomino brega, porque adoro todos esses nhém nhém nhém *.* E isso não me faz inferior em nada aos homens. Tenho meu emprego, minha opinião, minha liberdade, minha individualidade e acho que mulher de verdade é aquela que consegue conquistar um homem ao ponto dele ficar de quatro e fazer todas essas “breguisses” por ela, pra agradar. Acho que isso só faz a mulher ainda superior, tem que agradar mesmo! pow aUHAuhaUAhuaHUAHAha Te vira, cuida bem, da flores, paga jantar romântico, abre a porta do carro!! Mulheres merecem isso e muito mais, humpt.

  • http://twitter.com/to_bete Tatiana F. Garcia

    APOADÍSSIMO!!!

  • Sellie Cardoso

    Adorei o post… e sim o debate no twitter foi ótimo!! hehehe

    Sou uma das que defendem que a mulher não tem nenhuma obrigação em ser romântica! Obviamente que não vou dar uma porrada no meu namorado se ele chegar com alguma surpresinha ou se fizer algum gesto “cafona” (Lembrando é claro que tudo tem limite né?!)…
    Já me relacionei com homens muito românticos e que gostavam de fazer todos esses agrados… e eu ficava muito mais feliz em vê-lo feliz, do que pelo ato em si!
    O problema está quando isso se torna obrigação… NÃO GOSTO DE GANHAR FLORES! Deixo de ser feminina por causa disso?? O.o

    Na minha opinião o verdadeiro romance está no CONHECIMENTO entre os gostos de ambas as partes em um relacionamento… Todas nós adoramos uma surpresinha, e se o cara te conhece a ponto de lhe presentear com algo que vc realmente goste é MUUITO melhor!

    Não sou contra o romantismo… sou contra o paradigma!

    Beijão

  • Renata

    concordo inteiramente…conquistar seu espaço não significa deixar de ser feminina ;]

  • Fernanda

    Concordo com muita coisa e acho a discussão ótima! Parabéns! Mas acho que em alguns pontos você está vendo tudo muito “8 ou 80″. Querer abrir um pote de azeitona ou matar uma barata sozinha é perder a feminilidade? Pra mim é simplesmente querer ser independente. Ou mesmo não ser a favor de presentes românticos. Isso pra mim não é perder a feminilidade, embora eu seja uma das adeptas aos mimos.

    Pra mim, feminilidade e independência são duas coisas bem distintas e com vários níveis. Concordo que são coisas que podem ser muito bem combinadas, só não acho que fazer tarefas consideradas masculinas diminua a feminilidade de alguém e vice-versa.

    Também não acho que é melhor ser vista como sexo frágil do que perder as “mulherzices”. Acho que a expressão “sexo frágil” é terrivelmente degradante, ninguém merece isso! E também acho que ser uma mulher forte não é perder a feminilidade, mas é ser forte em espírito, ter força para seguir em frente apesar de todos os problemas e disparidades.

    Lembra daquele slogan horrível da Marie Claire? “Independente sem deixar de ser mulher”. É meio por aí.

  • Ponto Rouge

    Dia dos namorados, aniversários ou quaisquer outras datas especiais merecem presentes especiais, mais românticos (não necessariamente mais caros), entretanto, em qualquer outro dia do ano, até seria bem legal receber, a título de presente, convites para assistir a um jogo de futebol (mais ainda se vierem amarradinhos num laço de fita e com um cartãozinho – se não for exigir muito).

    Agora, vamos inverter a situação, será que os homens (a maioria pelo menos) gostariam de ganhar de presente de aniversário convites para assistir a uma comédia romântica no cinema? Eles podem até gostar de comédias românticas, mas não no aniversário, né? Cada coisa em seu lugar…

    beijo rouge

    Dani

  • Roquenrow

    “A mulher luta por igualdade, mas igualdade não significa querer um saco pra coçar.”

    Acho que a maioria das mulheres hoje em dia tem que saber disso… rs
    Bom o texto. ^^

  • Pingback: Quando foi que as mulheres mudaram? | .: Malvadas :.

  • http://profiles.google.com/vivisblogs Viviane Pereira

    Adoro surpresas e reclamo qdo falta romantismo, adoro futebol, não gosto de flores, amo chocolate, adoro bilhetes, mensagens no celular. A mulher pra ser independente não precisa ‘coçar o saco’. Adorei Kel!

  • http://twitter.com/mulheres Mulheres à la carte

    Até gostaríamos de ter um saco pra coçar, mas esperamos sinceramente que ele não esteja pendurado em nós. Nenhum problema em esticar a mãozinha ;)

  • Danlemos

    Adorei o texto. Acho que a luta deve ser por um espaço democrático para todos e não uma obrigatoriedade em seguir um novo padrão da super mulher que criaram.
    Liberdade é a palavra chave!!!

  • http://www.temporariamentepossuidapelomonstro.com/ Martha Dias

    Perfeita colocação!!! Homens e mulheres são diferentes e para se atingir a igualdade entre ambos é necessário reconhecer e respeitar a diferença que existe. Eu escrevi um texto falando exatamente sobre isso no meu blog, quem se interessar pelo assunto pode conferir