• Vithor

    ” Homens podem ser grandes cozinheirosAo comentar no twitter sobre o que as meninas achavam de homens na cozinha, a grande maioria respondeu que adoram “Bem, homens também adoram mulheres que cozinham, nem por isto vocês querem fazem isto por nós, certo? Por isto que digo, feminismo e cavalheirismo não andam juntos.Posso assumir que não sou um bom cozinheiro, mas cozinho. Mesmo assim, cozinho para mim, acho que assim como as mulheres tem sua obrigações como mulheres ( e estão tentando se livrar delas ), os homens tem suas obrigações perante homens, e pouco se tem feito para livrar delas, não curto este negócio de Amélio, tampouco sou machista, acredito, meramente, que somos diferentes, e que cada um tem sua função perante o sexo, coisa que por vez, é cabível de respeito, um enorme respeito. Dizer que homem que não cozinha é querer viver na mordomia é outra utopia, veja que sou homem e não cozinho, realmente esta parte fica com a minha namorada, mesmo assim, não acho justo que ela pague as contas, já que muito ela faz por mim, ficaria injusto eu não arcar com minhas obrigações de homem, então sempre que saímos, eu peço que ela nem pense em pagar, estas coisas são cabíveis à mim, assim como se algo estraga na casa dela, acho justo eu consertar para ela, ou então em situações que exijam força, eu executar por ela. Gosto de tratá-la bem, tento sempre em meus atos, ser um cavalheiro para ela, mas se assim sou, por vez é porque ela também é uma mulher para mim, literalmente uma dama, nada tem de feminismo perpetrado em sua cabeça, literalmente uma menina extremamente cativante, meiga e feminina. Agora, caso ela fosse à favor de supostos direitos iguais, me desculpe, mas creio eu que seria um tanto quanto injusto eu não querer ter direitos iguais também.Por vezes, acredito eu, que a dita modernete é mera utopia de futuro para mulheres. Querer ser igual à um homem, talvez não seja um bom caminho à se seguir, já que tenha em vista que quanto mais se deseja ser igual, mais substitutível você se torna. Até porque, uma competição com um homem é muito cansativa, acredito eu, quando se é mulher ( me baseio em dizeres de minha namorada ). Agora, venhamos e convenhamos que atualmente não se criam homens e mulheres, criam-se moleques e vagabundas.Me desculpe sair comentando assim em seu site. Mas é que sem querer acabei caindo aqui enquanto buscava ( justamente ) sobre masculinismo e preconceitos contra o homem para uma pesquisa. uahsuahsashusauh…

  • http://www.tramadopormulheres.com.br Kel

    e me desculpe, mas se o que vc entendeu do meu texto foi preconceito contra homem, acho que vc tá precisando de ajuda! ou pra melhorar esse seu complexo, ou pra interpretar melhor um texto.

  • http://twitter.com/deedeeunderhill Adriana Monteiro

    primeiro eu li “eu não sei cozinhar, a patroa que tem que fazer pra mim” depois eu li blá bllá blá blá…

  • http://twitter.com/tayrine_ Tayrine Campos

    Vithor, desculpe, mas seu comentário é ridículo. Única coisa que consigo enxergar nele, além de machismo não-assumido, são falhas de interpretação.As mulheres querem independência, e não ser iguais aos homens. Não queremos ser tão fortes quanto vocês, nem tão rudes, nem tão masculinas. Queremos reconhecimento de que não precisamos ficar debaixo de asas “fortes e viris” enquanto simplesmente lavamos, passamos e cozinhamos. Queremos ter nosso próprio dinheiro, arcar com nossas despesas… queremos ser reconhecidas por sermos TÃO CAPAZES quanto os homens de fazer a maioria das coisas, sem perder nossa feminilidade.
    Não é porque eu fiz um curso de elétrica e conserto o chuveiro da minha casa que quer dizer que sou menos mulher, assim como não é porque meu pai faz o jantar todos os sábados que ele é menos homem. Nunca li nada que determine “Obrigações de Homem” e “Obrigações de Mulher”, isso é coisa da nossa cabeça. O texto da Kel, só da motivos para um homem assumir a cozinha [ o que é dito no próprio título ], sem dizer se é o “certo ou errado”.Seja por necessidade ou para agradar, atitudes do tipo são sempre muito bem vindas. Assim como vocês, adoramos ter o trabalho dividido, adoramos ser paparicadas… adoramos que alguém também cuide da gente, não somos de ferro. E aposto que até a sua namorada adoraria…

  • Vithor

    Nossa! Foi mal… husauhasuhsa… então acredito eu que me expressei mal. Mas não, não é nenhum complexo ou machismo não, tal que o conceito de machismo é superioridade masculina perante feminina. Acredito eu que eu não citei isto em momento algum. Se deu à entender, só posso pedir desculpas, não é mesmo minha intenção.
    Agora, preconceito mesmo é este belo comentário da Adriana! Mais isto é uma beleza…
    Tayrine, o que você tem de levar em mente é que ambos sofrem preconceitos. Entendo que vocês não são de ferro.. Tampouco ninguém é, acredito eu que se formos analisar meus comentários com machismo, também teríamos de analisar o texto como feminismo. É isto que estou lhe dizendo… Que ao que me dá a entender é dizer que ” lugar de mulher é na cozinha ” invertida, porém de forma não clara!
    Agora, acho que negar a essência dos sexos é inútil. Vejamos que somos bem diferentes dos outros, e em qualquer comunidade machos e fêmeas são cabíveis de funções de seus sexos, agora, mais importante que isto, é respeito à estas funções.
    asuhsauhsauhsahusahu…. KEEELLL, agora que percebi a maneira como vc analisou meu comentário… NÃO NÃO NÃO! O que quis dizer é que encontrei seu site durante uma pesquisa sobre masculinismo e os preconceitos contra o homem… hasuuhashuas… não quis dizer que seu site é preconceituoso, ou que este promova preconceito contra o homem. Até acho que nem devia ter citado este detalhe.
    Abraços, Vithor

  • http://www.tramadopormulheres.com.br Kel

    até pq, Vithor, se você procurar pelo blog vai ver posts onde defendo exatamente a idéia de que a mulher ter seu espaço no mercado de trabalho e na sociedade é algo totalmente justo, mas que concordo plenamente que cada um tem seu papel. Tanto penso assim que quando decidi engravidar a primeira coisa que fiz foi pedir a conta na empresa onde trabalhava e ser esposa e mãe em tempo integral.

    Mas acho também que se, por algum motivo, meu marido decide me fazer um jantar, só pra fazer uma surpresa, eu vou achar o gesto mais lindo do mundo… e que se por acaso fico doente, ou preciso de repouso por algum motivo, ter a ajuda dele vai ser essencial, até pq nem todas podem bancar uma empregada, não é mesmo?

    Nem tudo é tão radical assim, as pessoas (estou falando no geral, e não de vc, tá) precisam parar de ver machismo e feminismo extremo em tudo. Sou contra extremos, não confio em extremos.

  • http://www.facebook.com/people/Régis-Rodrigo/100000839114462 Régis Rodrigo

    Seria um prazer enorme fazer todas as refeições, do dia a dia ao especial, desde que não tivesse que lavar a louça depois.

  • Vithor

    Justamente Kel, novamente repito que meu intuito não é ofender teu site.
    O que quero lhe dizer é que homens cavalheiros só são cavalheiros ( de verdade, por amor ) com mulheres que são damas.
    Mas o que quero dizer com isto?
    Quero dizer que é injusto ( e te digo isto como homem, assim como sei muito bem o que se passa conosco ) um homem ser cavalheiro com uma mulher que quer ter igualdade. Ou seja, eu cozinhar é cavalheirismo, ela cozinhar, é machismo. NÃO! Não é assim que funciona…
    Obviamente, há os falsos cavalheiros, aqueles que se rebaixam perante uma mulher, topam tudo meramente por serem homens, mas posso te afirmar que estes homens querem simplesmente uma noite de transas e nada mais. Sonhar que homens assim te ligarão no dia seguinte para perguntar como você está é utopia.
    Quero lhe dizer que para o homem dar privilégios cavalheirescos para uma mulher, justamente por ela ser mulher, ele vai querer em troca, privilégios dados por ela à ele meramente por ele ser homem, ou seja, ele não vai querer de troca uma pessoa que quer ser igual. É, de certa maneira, injusto.
    O homem que é homem ele não trouxa, ele quer ser tratado de maneira especial pela esposa quando este dá um tratamento especial para a mesma.
    Agora, que discordem, que me xinguem, façam o que quiser, mas a verdade é que quanto mais igualdade se obtém, mais respeito se perde.
    Abraços, Vithor.

  • Massaki_fucahori

    Olha, eu sou um cara que está cursando a faculdade de gastronomia e digo a vocês que é uma maravilha, não só por ser um curso mais dinamico do que a maioria, mas também por ser uma area da qual está numa crescente acelerada no mercado de trabalho, sendo muito valorizada ultimamente e claro também pra agradar a quem possa ser num futuro, a minha mulher. Nada melhor do que unir ambas as coisas, que seriam, poder lucrar com isso e poder fazer bem a quem a gente ama

  • Pingback: Links Insanos [44] | Frango Insano

  • Pingback: Acidez Alheia #17 | Acidez Feminina

  • Maiara

    Vithor, eu até entendo seu ponto de vista. Mas acho besteira você se recusar a saber cozinhar apenas pelo fato de considerar que isto e uma obrigação da mulher.
    Partilho do pensamento de que tudo que se diz ser certo e errado com relação ao comportamento humano é imposto pela sociedade e, portanto, não devemos limitar nossos pensamentos e comportamentos com base nisso.
    Com relação à cozinha e aos afazeres domésticos em geral, não é apenas uma questão de obrigação deste ou daquele, mas sim algo que, ao meu ver, é essencial para qualquer pessoa que queira se considerar independente, tanto quanto ter uma capacitação profissional.
    Acho que, assim como as mulheres não podem ser dependentes de um homem quanto às suas finanças, os homens também não devem depender das mulheres quanto ao seu bem estar.

  • Maiara

    Vithor, eu até entendo seu ponto de vista. Mas acho besteira você se recusar a saber cozinhar apenas pelo fato de considerar que isto e uma obrigação da mulher.
    Partilho do pensamento de que tudo que se diz ser certo e errado com relação ao comportamento humano é imposto pela sociedade e, portanto, não devemos limitar nossos pensamentos e comportamentos com base nisso.
    Com relação à cozinha e aos afazeres domésticos em geral, não é apenas uma questão de obrigação deste ou daquele, mas sim algo que, ao meu ver, é essencial para qualquer pessoa que queira se considerar independente, tanto quanto ter uma capacitação profissional.
    Acho que, assim como as mulheres não podem ser dependentes de um homem quanto às suas finanças, os homens também não devem depender das mulheres quanto ao seu bem estar.

  • Guilherme

    Comentários alheios à parte…. Sou cozinheiro de hobby e profissão. Adoro cozinhar e pelo menos acho que todos adoram comer o que eu cozinho. Tenho certeza que a mulher que casar comigo não vai precisar chegar nem perto da cozinha para preparar refeições. Faço isso com o maior prazer, como se fosse terapia! Concordo com o post em gênero número e grau!

  • Pingback: Assuma a cozinha « Portal – PussyCats

  • Ana

    ushauash é só fazer valer a regra “Quem cozinha não lava a louça!”

  • Vithor

    Não não Maiara, jamais faria isto… O que eu sou contra é esta coisa de dizer que é feio e machista mulher cozinhar para o homem, porém é bonito homem cozinhar para a mulher.
    Não estou te dizendo que homens devem ser proibidos de cozinhar para mulheres, principalmente em dias especiais, nem pretendo menosprezar a arte culinária, taxando que quem cozinha é ” um ser inferior “… Apesar que eu penso ser muito mais interessante levá-la para um restaurante de alto nível em datas comemorativas…
    Mas o que quero dizer é que sou contra essa coisa de que agora é obrigado homem cozinhar, e um clichezinho básico deste ano ” comigo é assim, senão toma jornalada na fuça “…
    Em hora alguma disse ” não vou cozinhar, porque cozinhar é coisa de veado “… Pra falar a verdade taí uma coisa que pouco me ligo… O que disse é que eu realmente não sei cozinhar, e isto é fato ( tá, cozinho pipoca e miojo, asuhasuhsauhsa )

  • Jaqueline limaa

    casei muito bem!!so digo isso!rsrsrsrrs

  • Pingback: FrangoLinks #15